“QUE TIPOLOGIA DE ALOJAMENTO TURÍSTICO NOS PODE AJUDAR A DINAMIZAR UMA ROTA RURAL?”

TURISMO, TRADIÇÃO, TRANSUMÂNCIA, TRANSIÇÃO E TRANSFORMAÇÃO Se o turismo em meio rural tem sido explorado em todo o território nacional, há apenas alguns exemplos (provavelmente muito poucos se pensarmos na riqueza cultural e etnográfica que caracteriza a nossa ruralidade) de excepção a considerar como verdadeiros pontos de referência e ex-libris na Europa. Acreditamos que, para além da qualidade dos produtos turísticos em oferta, que deveria ser inquestionável ao nível da programação e da envolvente paisagistica, os objectos arquitectónicos, a qualidade da experiência, a singularidade são factores fundamentais para a consagração de toda uma região de referência cultural e de correspondente mediatismo e sucesso comercial. O estado da qualidade dos espaços destinados ao turismo em meio rural tem vindo a ser crescente em número mas pouco inovador ao nível da experiência espacial e sensorial dos equipamentos hoteleiros, sendo maioritariamente destinados a turistas passivos do tipo ‘alojamentos de turismo rural’. É com grande agrado que observamos um crescente interesse por parte de alguns cidadãos de todos os países desenvolvidos que, vivendo a urbanidade das grandes capitais, se interessam por conhecer melhor as raízes rurais e as manufacturas tradicionais. Apelidados como neo-rurais, estes novos cidadãos do mundo procuram experiências e vivências que lhes remetam para as origens e que lhes promovam um turismo mais emocional com o meio rural. Com o objectivo de promover um turismo que, não só sirva de acolhimento mas que, mostre e promova activamente a nossa cultura e tradição, interessa-nos cada vez mais observar e contribuir para a inovação de um novo património de espaços, objectos e lugares no meio rural. tchoça fotomontagemtchoças noite Não é um T5 nem um T0, chama-se TCHOÇA, é um equipamento de habitação temporária para os “novos pastores”. Nasce da reinterpretação das antigas choças beirãs e pretende oferecer a redescoberta dos valores rurais e tradicionais da transumância ao longo de uma viagem memorável. A TCHOÇA é um equipamento amovível de dimensões reduzidas, apresenta uma disposição circular composta por 3 espaços distintos, quarto com cama adaptável para duas ou 4 pessoas, zona  de refeições e instalação sanitária. A sua estrutura é ligeira e a cobertura em colmo faz uso das técnicas ancestrais do revestimento e isolamento térmico. Destaca-se o volume colorido que dá acesso ao interior do abrigo como elemento distintivo e identificador desta nova tipologia de habitação turística. Um alojamento transumante inspirado nas ancestrais “choças” que pode ser transportável e fácil de montar. Tchoça interiorestchoça interioresDesign de abrigo de montanha inserido no projecto GRANDE ROTA DA TRANSUMÂNCIA, uma estratégia intermunicipal promovida pela Agência de Desenvolvimento Gardunha 21, pelo ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, pela Naturtejo e pelo Município da Guarda, que aqui envolve como parceiros os municípios de Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Fundão, Covilhã, Manteigas e Seia. A apresentação do protótipo decorreu com um workshop de construção em colmo no festival CHOCALHOS nos dias 13, 14 e 15 de Setembro de 2013 em Alpedrinha. tchoça workshop IMG_8290IMG_8419 Colmo workshop

Advertisements

Em que projecto o podemos ajudar?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: